Rua Mogimirim, 91 - Rio de Janeiro - RJ 21 99100-6358 21 2585-5525 21 2112-5744

Terceirização na construção civil: Vale a pena?

Gostou? compartilhe!

Terceirização na construção civil: Vale a pena?

A terceirização na construção civil é uma estratégia que está em alta nas empresas modernas, permitindo que elas façam a gestão de suas atividades sob o controle e o acompanhamento de outra empresa.

Embora ainda haja dúvidas entre as construtoras, a terceirização de mão de obra já é uma realidade na construção civil. Segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 70% das empresas, nas quais se enquadram as de construção civil, já utilizam serviços terceirizados. Além disso, o mesmo estudo aponta que 84% destas companhias pretendem manter e ampliar o uso deste modelo.

Além disso, a terceirização na construção civil se apresenta como uma alternativa muito interessante, especialmente para suprir demandas específicas dentro do escopo do projeto. Essa opção pode ser ainda mais fortalecida em tempos de economia instável e até incertezas quanto a estabilização das demandas.

Hoje, a melhoria da qualidade é um requisito ao qual as empresas contratantes visam muito, pois uma equipe bem treinada e competente faz muito mais em menos tempo, e entrega os resultados que são esperados.

A construção civil necessita fortemente desse modelo de terceirização. Justamente porque carece de mão de obra altamente especializada, que terá função pontual e específica no empreendimento. E nem sempre há demanda suficiente para manter esse funcionário no quadro diante de outras funções. Por essas razões mencionadas, a terceirização se apresenta como uma saída fundamental para as empresas que atuam no ramo da construção civil.

A TERCEIRIZAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL SE APRESENTA COMO UMA EXCELENTE ALTERNATIVA

Algumas vantagens da terceirização na construção civil são:

Redução de gastos, a terceirização pode permitir que a empresa cliente reduza alguns gastos com contratação de funcionário e treinamento. Dessa forma, gastos financeiros com salários, seguros, férias e benefícios não recairão sobre o contratante, e ainda, o cliente fica livre de questões trabalhistas, contando com o benefício indireto de ter aqueles funcionários à sua disposição apenas quando for preciso.Desse jeito, não há necessidade de manter uma equipe fixa, que, muitas vezes, fica ociosa ou sobrecarregada.

Priorização de investimentos,onde a empresa terceirizada investe constantemente na qualificação dos funcionários e na aquisição de equipamentos. Esses não serão encargos da empresa contratante que, por sua vez, com os recursos disponíveis — decorrentes da redução de gastos —, conseguirá investir em projetos mais relevantes e estratégicos para a organização.

Com a redução da sobrecarga de trabalho, ocorre uma divisão mais justa e adequada das responsabilidades. Os funcionários fixos e terceirizados serão direcionados a tarefas mais importantes e de forma mais planejada.

Economia de tempo, que não precisará selecionar um funcionário, contratá-lo, treiná-lo e deixá-lo apto para o serviço.A empresa prestadora de serviços se responsabilizará por tudo isso, fazendo com que dessa forma, seja possível otimizar o tempo e ocupar-se com detalhes mais importantes do empreendimento.

Facilidade de substituição, onde a empresa precisa agir rapidamente para suprir a demanda de serviços com a falta de um funcionário, seja por motivo de férias, seja por motivos de falta e demissão, entre outros.

Apesar de tudo, esta escolha não é tão simples quanto parece e é preciso atenção aos diversos fatores. Tanto aumentar a equipe interna quanto terceirizar serviços tem suas vantagens, e para determinar o melhor modelo, é importante analisar cuidadosamente o cenário e as necessidades da sua construtora.



Gostou? compartilhe!